A Gazeta vence prêmio Adepes de Jornalismo

Na terceira edição da premiação, o jornal conquistou todas as indicações na categoria Impresso

Por Comunicação - atualizado em 06/12/2017 as 10:11

Foto: Fernando Madeira

Foto: Fernando Madeira

As repórteres Katilaine Chagas, Maíra Mendonça e Natalia Bourguignon

A Gazeta é a grande campeã do Prêmio de Jornalismo da Associação dos Defensores Públicos do Espírito Santo (Adepes), tendo conquistado todas as indicações na categoria Jornalismo Impresso.

A premiação acontece nesta quinta-feira (7), quando será divulgada a colocação de cada reportagem entre as três selecionadas.

Em sua terceira edição, o prêmio Adepes deste ano privilegiou trabalhos jornalísticos que relataram a atuação da Defensoria Pública no auxílio de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Entre as reportagens vencedoras na categoria Jornalismo Impresso, estão dois trabalhos da editoria de Cidades.

“De alma e corpo na própria identidade”, da repórter Katilaine Chagas, relata os preconceitos enfrentados por transexuais na luta por reconhecimento social, além da dificuldade em conseguir tratamento hormonal e vaga no mercado de trabalho do Estado.

– Reportagem: De alma e corpo na própria identidade

“Luta na Justiça: adolescente recorre ao Judiciário para trocar de nome e de gênero”, da repórter Maíra Mendonça, narra a história de Arthur, que aos 16 anos tornou-se o primeiro menor de idade a ser atendido pela Defensoria Pública do Espírito Santo com o objetivo de tornar seu nome social reconhecido pela Justiça.

– Reportagem: Luta na Justiça: jovem recorre ao Judiciário para trocar de nome e de gênero

Da editoria de Esportes, a reportagem premiada é “Abuso sexual: inocência perdida no futebol”. Os repórteres André Rodrigues, Eduardo Dias e Natália Bourguignon contaram o drama de crianças e adolescentes que são abusados sexualmente nas escolinhas e categorias de base do futebol e, por medo ou vergonha, não denunciam.

– Reportagem: Abuso sexual: inocência perdida no futebol

O editor-chefe da Redação Multimídia, André Hees, destaca que a premiação é motivo de orgulho. “Todas essas reportagens abordam questões importantes e demandaram apuração rigorosa e precisa, com grande esforço da equipe. É muito bom para toda a Redação ver esses trabalhos reconhecidos. Os repórteres e editores estão de parabéns”, comemora.

Opine

Envie o seu comentário para a Rede Gazeta. A sua participação é muito importante para nós.