“Organização é puro hábito”: Micaela Góes conta suas dicas no último Encontros do Saber de 2018

A bailarina, atriz, apresentadora e personal organizer falou sobre a disciplina e a construção do hábito de se organizar e dividir tarefas

Por Caroline Mauri - atualizado em 16/10/2018 as 16:14

Foto: Caroline Mauri

Foto: Caroline Mauri

Auditório cheio para o último Encontros do Saber

Nesta terça-feira (16), a Rede Gazeta recebeu o último evento dos Encontros do Saber deste ano. O ciclo de palestras, que teve apresentação da Revista.ag e curadoria da Casa do Saber Rio, se encerrou com as “Dicas e Truques” de Micaela Góes. Bailarina, atriz e personal organizer, ela também é apresentadora do programa Santa Ajuda, no canal GNT.

Durante o evento, Micaela contou que foi o balé, sua primeira formação, que deu a ela toda disciplina necessária para a organização. A chance de colocar esse aprendizado em prática veio com um pedido de sua comadre, a atriz Camila Pitanga, para organizar sua casa antes da chegada da filha.

“Quando a gente interfere na organização de uma casa, isso muda sua estrutura, porque mexe na pulsação, no ritmo daquele espaço. Facilita o funcionamento, diminui ruídos e frustrações. Está muito além de organizar apenas espaços. E foi aí que eu percebi como podia ajudar. Eu fazia com tanta naturalidade, que nem percebia que podia ser um talento, que podia ser um serviço”, disse ela.

Foto: Caroline Mauri

Foto: Caroline Mauri

Patricia Asseff

Com o início do programa Santa Ajuda, que também deu nome ao seu livro, ela percebeu que tinha criado um método de trabalho que desenvolveu seu olhar para a estética da organização. “A desordem especial significa uma desordem emocional. Pensa bem, o espaço não se desorganiza sozinho, ele não ‘se bagunça’. Nossa casa é a expressão da nossa cultura, do nosso interior. E organização é puro hábito. É começar com atitudes pequenas, durante todo o dia, que juntas se completam”.

Para Patricia Asseff, diretora da Vitória Motors, o ciclo de palestras fechou com chave de ouro. “Tem eventos que a gente entra e sai e em nada nos acrescenta, e em outros a gente entra e sente a diferença. E eu acredito que a Micaela fez hoje diferença na vida de cada um aqui, tanto na atitude de mudança interior, quanto a atitude na organização física. Foi muito bacana e tenho certeza que vai ser libertador para muita gente”.

Micaela falou também sobre a divisão de tarefas na casa. “às vezes nós, principalmente as mães, precisamos abrir mão de querer tudo arrumado e bem feito para deixar nossos filhos aprenderem que as roupas que eles deixam no chão não vai aparecer magicamente limpa no guarda-roupa de novo”.

Foto: Caroline Mauri

Foto: Caroline Mauri

Bárbara Campos Fernandes

Mesmo já se considerando organizada, a engenheira ambiental Bárbara Campos Fernandes achou as dicas muito proveitosas. “Foi muito agregador. Apesar de algumas práticas já serem inerentes, de eu já ser uma pessoa naturalmente organizada, as dicas que ela deu para conciliar isso com as pessoas que moram com a gente foi a parte mais interessante. A gente acaba assumindo isso sozinha, e no final não é bom para ninguém. É preciso dividir”.

Esse foi o quinto evento do ciclo Encontros do Saber, que também contou com as participações dos psicanalistas César Ibrahim e Sandra Niskier Flanzer, da geriatra Tânia Guerreiro e da antropóloga Mírian Goldenberg. O diretor de Negócios da Rede Gazeta, Marcello Moraes, abriu os horizontes para novas palestras no ano que vem. “Tenho duas notícias, uma boa e uma ruim. A ruim é que este é o nosso último Encontros do Saber de 2018. A boa notícia é que estamos estudando aumentar este projeto para o próximo ano”.

Opine

Envie o seu comentário para a Rede Gazeta. A sua participação é muito importante para nós.